prim, n.º54 Setembro 2018

design para ver e tocar

por mariana correia de barros

"Como é que uma marca histórica de distribuição de produtos em madeira (a Banema, nascida em 68) faz nascer uma loja que transpira design por todos os poros (…)".

time out, lisboa n.º575 3-9 outubro de 2018

já que está no porto

por time out lisboa

"É lá que encontra também uma grande mesa, ocupada por workshops mensais, como (….) os de macramé leccionados pelo Barbudo Aborrecido".

time out lisboa, n.º449 4-10 de maio 2016

no meu jardim ou no teu?

por mauro gonçalves

"Parece que alguém começou a fazer suportes para vasos em macramé para combater o tédio. Bendita a hora (…)"

GQ, n.º152 DEZ-JAN 2018

art design & luxury weekend, martinhal sagres

por marta talhão

"Na nossa memória ficaram (,,,) os macramés em tecelagem de Vasco Águas (Barbudo Aborrecido)".

casa mãe - the journey. a viagem. issue 01. summer '16

vasco águas, aka barbudo aborrecido

por VASCO OLIVEIRA, fotografia de andré matos e gonçalo f. santos

"O Barbudo Aborrecido, como todos os super-heróis, tem um nome civil. Chamo-me Vasco [Manuel Santos Águas de Oliveira], sou fascinado por lojas de bricolagem e por construir coisas com as minhas próprias mãos."

urbana-set18.png

urbana, n.º54 Setembro 2018

Banema studio

por urbana

"O projeto, diferenciador, propõe a seleção criteriosa de marcas, algumas apresentadas pela primeira vez em Portugal, seja um livro, uma fragrância ou uma obra de arte".

visão, n.º1324 19-25 de 2018

entrelaçados

por sónia calheiros

"Dos artesãos árabes do século XIII aos hippies dos anos 70, passando pelo reinado da rainha Vitória de Inglaterra, o macramé está agora no auge (…)".

time out, porto n.º99 junho 2018

vamos dar o nó?

por time out PORTO

"Com Vasco Águas de Oliveira, mais conhecido como Barbudo Aborrecido (…), pode passar três horas num workshop a aprender esta arte do zero".

roof, n.º12, janeiro/fevereiro 2018

martinhal sagres, o luxo simples

por cátia fernandes, fotografia por isadora faustino e luis ferraz

"Tamara Alves e o Barbudo Aborrecido (alter-ego de Vasco Águas) produziram uma série exclusiva de obras para habitar as paredes do Martinhal (…)".

SABER VIVER - blog, 07 de maio de 2017

aprenda a fazer macramé com O BARBUDO ABORRECIDO

por rita caetano

"Se gosta de trabalhos manuais e quer aprender a fazer macramé, este post é para si. O Barbudo Aborrecido – alter-ego de Vasco Águas – deu uma aula de iniciação sobre esta técnica e esteve a ensinar-nos os princípios básicos da arte de construir peças decorativas com nós."

time out porto, n.º100, julho 2018

o que é que a banema tem?

por margarida ribeiro

"Tem muita coisa. Reabriu e dividiu-se em dois: Banema Studio e Banema Lab. Margarida Ribeiro (text) e Marco Duarte (foto) foram conhecer o espaço e o novo conceito".

saber viver, novembro de 2017

hotlist

por ana ferreira

"A parte mais interessante? Não são perfeitas, mas são únicas e estão assentes em pessoas que acreditam no que fazem." 

MÁXIMA - blog, 26 de OUTUBRO de 2017

LUXO, ARTE E DESIGN

POR MARTA CARVALHO

"O Barbudo Aborrecido, um artesão que gosta de brincar com as palavras, também mostrará as peças especiais que desenvolveu para o Martinhal"

observador, 22 de junho de 2017

MAcramé: a moda dos nós quer entrar-lhe em casa

por mauro gonçalves

"Agora, o Barbudo Aborrecido não tem mãos a medir. Além do fio de algodão, anda sempre a experimentar novos materiais (…)”

time out lisboa, n.º432 6-12 de janeiro 2016

dois por um, village store

por mauro gonçalves

"Aqui só há espaço para marcas nacionais e com este 2por1 vai poder escolher entre os produtos da Plants & Pots, os suportes para vasos em macramé do Barbudo Aborrecido e os acessórios da Head-Ji".